Comércio Eletrônico: excelente oportunidade de negócio para PME’s

Comércio Eletrônico: excelente oportunidade de negócio para PME’s

Comércio Eletrônico: excelente oportunidade de negócio para PME’s

Por Dirceu Nunes

O comércio eletrônico superou a barreira da desconfiança dos consumidores e tornou-se um canal de vendas extremamente atraente, principalmente para pequenas e médias empresas.

O e-commerce brasileiro faturou R$ 28,8 bilhões em 2013, em operações B2C, representando um crescimento de 28% em relação a 2012 mantendo o ritmo no aumento das vendas online ano após ano. Eletros, Moda e acessórios, cosméticos, perfumarias, artigos para cuidados pessoais e saúde, seguem no topo dos produtos mais vendidos no comércio eletrônico tupiniquim.

e-bit

O E-bit, referência nas informações sobre o comércio eletrônico nacional, projeta um crescimento em torno de 20% em 2014 com faturamento de R$ 34,6 bilhões.

Segundo dados do E-bit, as compras virtuais originadas de dispositivos móveis correspondiam a 2,5% do total das vendas online em janeiro de 2013, alcançando 4,8% em dezembro do mesmo ano, ou seja, quase o dobro. O Brasil é também um dos principais países com maior crescimento nas vendas online através de dispositivos móveis.

e-bit 2

Para as pequenas e médias empresas, de qualquer segmento, esses dados podem representar uma ótima oportunidade de negócios. Como seu consumidor está online e mais propenso a comprar através da internet, o negócio agora é começar a preparar sua entrada no comércio eletrônico. Mas os empreendedores devem ter a consciência que ter um e-commerce não é apenas ter uma loja virtual, porque isso é extremamente fácil e em poucos cliques se cria um negócio digital. O difícil é transformar esse empreendimento em um negócio de sucesso.

Como em qualquer outro negócio, o comércio eletrônico requer planejamento que apresente ainda a viabilidade do negócio online, com dados do mercado, projeções financeiras, logística e todos os dados para que o empreendimento seja verdadeiramente sustentável.

É comum o empreendedor sentir-se seguro para começar uma loja virtual mesmo com poucos recursos, com base em uma boa ideia, nas vendas e na lucratividade. Só que a grande maioria se esquece de analisar também sobre os investimentos em publicidade online, imprescindíveis para o sucesso do negócio, sobre a necessidade de gerenciar seu fluxo de caixa e o montante de capital de giro para manter o negócio funcionando.

Então, caro empreendedor, se você quer aumentar suas chances de sucesso no comércio eletrônico, o planejamento do negócio é seu primeiro passo. Não crie ilusões sobre a lucratividade do negócio sem estar munido de todos os detalhes do negócio, do pré-operacional, passando pela oferta até o pós-venda, há uma série de etapas a serem respeitadas.

E fica uma dica muito importante: aproveite o fato de ser “pequeno” e faça o que os “grandes” do mercado não conseguem realizar. Um dos principais diferenciais para o sucesso no comércio eletrônico chama-se RELACIONAMENTO. Cuide muito bem de seus clientes e potenciais clientes. Conquiste-os. Você pode não realizar uma venda já no primeiro contato com seu consumidor, mas as formas de atendimento e relacionamento podem fazer com que ele retorne a sua loja virtual e concretize a compra, em um segundo momento, além de propagar sua satisfação com a experiência de compra. Esse boca a boca virtual positivo é a chave de seu sucesso. Caso contrário, dê adeus aos seus investimentos no negócio virtual.

Quer ter sucesso no comércio eletrônico? Fale com a START.

 

Posts Relacionados

Sem comentários

Você pode postar o primeiro comentário.

Deixe um comentário

Please enter your name. Please enter an valid email address. Favor escrever um comentário